E se seu filho fosse usuário do twitter ?

Como pastora, psicoterapeuta e terapeuta faço um alerta aos pais para que participem da vida de seus filhos, em todas as áreas, e se atualizem com a linguagem por eles usada.

Hoje a informação está muito mais fácil de ser conseguida e adquirida.

Você não precisa ter “diplomas” para conversar e interagir com seus filhos.

Você só precisa desejar a interação e não deixar passar momentos importantes que irão refletir e gerar consequências benéficas ou não em seu relacionamento familiar.

O que seu filho faz ou deixa de fazer na internet e principalmente nas redes sociais, se você participar não será visto por ele como um “invasor” e sim como uma mãe ou um pai que está “antenado” e que participa e se interessa por ele.

Reflita sobre este meu comentário após assistir o vídeo abaixo.

Dê a sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: