Mesmo em um momento tão delicado, a pastora Ângela fez uma linda homenagem à filha:

“Susie Meire, lírio agraciado

Flor perfumada do Senhor plantada em sua igreja com muito amor…

Flor que marcou uma geração com sua santidade e meiguice para falar e pregar

Flor que brotou para trazer esperança aos cansados

Mostrando o caminho aos desalentados

Curando feridas aos machucados pelas dores do viver

Abençoando famílias com conselhos práticos de amor e fé

Acalmando os corações atribulados

Ensinando o perdão aos que estavam desorientados

Mostrando amor aos necessitados

Aceitando desafios gigantescos em tempos de deserto e dor

Respondendo com alegria o questionador

Abraçando os rejeitados

Entendendo os marginalizados e estendendo-lhes as mãos

Levando adolescentes ao coração do Pai

Tendo palavras de sabedoria e paz

Sorrindo sempre, animando os tristes

Fortalecendo os cansados na jornada e mostrando exemplo de abnegação…

Que mais dizer da Susie?

Pergunte às crianças dos Gideões Mirins,

Pergunte aos adolescentes do Aprisco,

Pergunte aos pais destas crianças e destes adolescentes

Pergunte aos jovens que, hoje, maduros, casados, formados, passaram por suas mãos

Pergunte a algum mendigo que, debaixo de viadutos, recebeu comida e oração

Pergunte por alguma cidade do interior onde os “anônimos de Cristo” passaram junto com ela: como foram evangelizados, como foram abençoados e tiveram a fé fortalecida…

Pergunte ao Kaiser, que esposa era Susie

Pergunte à Hadassa, à Rahissa, à Sanny e até mesmo à Camila, que tipo de mãe, que amiga, que mestra…

Pergunte aos seus pais, que filha obediente e meiga sempre foi…

Pergunte ao Sérgio, que tipo de irmã, que amiga, que companheira nas brincadeiras de criança, nas atividades como adolescentes, nas amizades com os jovens, e até o fim, como eternos amigos…

Foram milhares que oraram por ela… Acreditando num milagre final que a levantaria para mais batalhar e lutar e vencer…

O milagre veio a cada amanhecer, num toque suave do Senhor, confortando, ensinando, aprimorando o caráter que já era lindo e, cada vez, mais lindo ficava com o brilho da glória de Cristo em cada fala, em cada resposta ou atitude dela.

Obrigado, Senhor, pelo tempo em que Susie aqui esteve.

Obrigado, Senhor, pela convivência com teu lírio belo e meigo, pelo seu perfume…

Obrigado, Senhor, por nos alegrares esses anos com um pedacinho do céu, com teu favinho de mel, com a doce Susie, tua guerreira forte, destemida e vencedora.

Susie venceu a dor

A morte não lhe pôde apagar

Os céus se alegraram com a chegada da guerreira vitoriosa

Obrigado, Senhor

Ela te pertence e sempre te pertenceu.

Obrigado pelos frutos que deixou, e que, com sua partida, o Senhor desperte e levante outros guerreiros que receberam dela a semente eterna do amor e consagração a Ti

Obrigado, Susie, por seu exemplo – você marcou sua geração e foi exemplo e padrão para os fiéis: no amor, na Palavra, no testemunho, na fé e na pureza

Obrigada pelo legado que você deixou.

Te amamos, Princesinha do Senhor!”.

Além de pastora e missionária, Susie era líder do Ministério Gideões Mirins, da Igreja Batista da Lagoinha. Ela lutava contra uma metástase óssea desde julho do ano passado e sempre se mostrava confiante durante o tratamento. Com a ajuda do esposo, Kaiser, ela fazia vídeos com mensagens inspiradoras, que eram publicados na fanpage do pastor e alcançavam milhares de pessoas.

> Clique aqui para assistir a um dos vídeos

*Com informações do site redesuper.com.br