Quando somos vítimas dos erros dos outros…

*pessoa que sofre as consequências negativas dos atos de outrem.
Deus enviou Jonas para cidade de Nínive, ele desobedeceu e foi para Tarsis.

   RESULTADO DO ERRO DE JONAS

Uma grande tempestade atingiu o navio em que ele embarcou e toda a sua tribulação entrou em pânico. O navio está sendo quebrado pela fúria das ondas e quase a soçobrar.

Deveria ser um navio de primeira classe que estava sofrendo um grande prejuízo pelo erro de um dos seus passageiros.

A tribulação começou a lançar ao mar tudo que transportavam no mar, a fim de diminuir o peso do navio, certamente mercadorias de alto valor.   

   O RESPONSÁVEL PELO DESASTRE NÃO ESTÁ NEM AÍ PARA O PREJUÍZO DOS OUTROS

“E o mestre do navio chegou-se a ele e disse-lhe: Que tens, dormente? Levanta-te, invoca o teu Deus; talvez assim Deus se lembre de nós para que não pereçamos” (Jn.1.5)

 DORMENTE: Alheio aos problemas dos outros.

   A EMPRESA, PROPRIETÁRIA DO NAVIO, OS PASSAGEIROS E A TRIPULAÇÃO TIVERAM GRANDE PREJUÍZO POR CAUSA DO ERRO DE UM HOMEM QUE ELES NEM CONHECIAM

   “E ele lhes disse: Eu sou hebreu… sei que, por minha causa, vos sobreveio esta grande grande tempestade” (Jn.1.9,12)

   UMA NAÇÃO INTEIRA PAGA PELO ERRO DE UM HOMEM

   – Quem não se lembra de ACÃ.

   – A nação de Israel estava sendo dizimada pelo seu erro de ambição pelo dinheiro

   “E prevaricaram os filhos de Israel no anátema; porque Acã, da tribo de Judá, tomou do anátema, e a ira do SENHOR se acendeu contra os filhos de Israel…

    QUE DISSE ACÃ

    Quando vi entre os despojos uma boa capa babilónica, e duzentos siclos de prata e, uma cunha de ouro do peso de cinquenta siclos, cobicei-os e tomei-os; e eis que estão escondidos na terra, no meio da minha tenda, e a prata, debaixo dela” (Js.1.1,21)

DUZENTOS E QUARENTA E DOIS JOVENS MORRERAM QUEIMADOS E ASFIXIADOS, BUSCANDO UMA PORTA DE ESCAPE, POR CAUSA DE UM ERRO DE ALGUNS INTEGRANTES DE UMA BANDA FANDAGUEIRA.

   “O incêndio dentro da boate Kiss no centro de Santa Maria, cidade a 290 km da capital, Porto Alegre, aconteceu na madrugada de 27 de janeiro, durante a apresentação da banda Gurizada Fandangueira. Segundo testemunhas, durante o show foi utilizado um sinalizador — uma espécie de fogo de artifício chamado “sputnik” — que ao ser lançado atingiu a espuma do isolamento acústico, no teto da boate. O fogo se espalhou em poucos minutos”

 – 242 jovens perderam a vida por causa do erro de alguns.

MILHARES DE ERROS SEMELHANTES PODERIA SER MENCIONADOS NESSE TEXTO, MAS NÃO SERÁ NECESSÁRIO, POIS TODOS NÓS TEMOS ESSE CONHECIMENTO

   SÓ GOSTARIA DE LEMBRAR, QUE OS NOSSOS ERROS TEM ALCANCE QUE ESTÁ ALÉM DA NOSSA PERCEPÇÃO.

   “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará” ((Gl.6.7)

Ev. Antônio Oliveira Neto

Dê a sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: