«

»

Ter filhos

*Por Francine Chagas 

Fazendo uma reflexão de acordo com que vivencio , leio e vejo, começo a pensar sobre como muitas pessoas ainda pensam que ter filhos é como cuidar de bonecos. Geralmente a maior preocupação é saciar as necessidades de roupas, escolas caras e brinquedos, mas pouco se pensa na saúde emocional da criança.  Se a base emocional é a mais importante, porque ela é a primeira ser excluída?  Vejo em minha pratica como psicóloga infantil alguns pais com a expectativa que eu “conserte” o que está errado na criança. E logo vou deixando claro que a criança não é um objeto quebrado, mas que seu comportamento é resultado de emoções vivenciadas em torno de todo um contexto. Para se investir na saúde emocional de uma criança, é necessário que o adulto primeiro cuide de sua saúde mental. Como referência primária para a criança, se o adulto não tiver regulado em suas emoções como consequência a criança entra nesse ciclo de desregulação. 
Stanley Greenspan diz em um dos seus livros: “Não ficaríamos surpresos se crianças com pais muito depressivos, com um grau mínimo de tolerância ao estresse, acabassem aprendendo associar sua raiva ao sentimento de abandono, vazio, ou até mesmo desespero. Em vez de uma oportunidade de retorno a alegria, acaba associando raiva a uma ameaça de ser abandonado.”
O melhor presente que você pode dar ao seu filho é você por INTEIRO e pra isso o maior investimento tem que ser em você. Não adianta dar aquilo que não se tem.  Roupas, brinquedos e etc não darão seu filho o suporte necessário para viver nesse mundo perturbador. Mas o seu amor, sensibilidade e tempo de qualidade revolucionarão a sua história. 

Tomo essa reflexão primeiramente para mim. Sou responsável por um ser humano que poderá afetar positivamente ou negativamente pessoas. 
Quer mudar o mundo? Comece primeiramente em você e todos que te rodeiam serão beneficiados.
*Francine Chagas Fernandes é Psicóloga Infantil 

Dê a sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: